Alfabetização em um Contexto Bilíngue
O princípio de que a criança constrói o conceito de língua escrita como uma representação de sinais gráficos dos sons da fala é o ponto de partida da concepção atual de alfabetização. Para isso é preciso que ela tenha uma forte interação com os mais diversos materiais de leitura e de escrita. Em linhas gerais, essa concepção é extraída da visão construtivista do aprendizado da língua escrita.

Tanto na área de Português, quanto na de Inglês, a Beacon School aplica esse princípio ao fazer um trabalho intenso com as palavras estáveis e significativas para o aluno e com os gêneros literários. Ou seja, não só dá destaque a essas palavras, como também coloca a criança em contato com contos de fadas, histórias da literatura infantil, textos informativos, notícias, entrevistas, listas, convites, oferecendo-lhe uma enorme variedade de práticas de leitura e escrita.

Para complementar essa abordagem global, é desenvolvido um trabalho na área da língua inglesa com a abordagem fonêmica, universalmente adotada nos países que têm o inglês como primeira língua. A partir de Nursery Rhymes e de poesias em geral, a criança é levada a perceber as regularidades dos sons das palavras; em seguida, é feito um trabalho com canções e com os sons das letras do alfabeto.

A articulação desses dois procedimentos proporciona à criança condições de leitura, inclusive das palavras cuja recorrência é menor, com o intuito de torná-la uma leitora competente. E a leitura diária, individual ou compartilhada, assegura-lhe a compreensão do que foi lido.

Além do mais, desde o início são oferecidas obras de grandes autores da literatura infantil brasileira e internacional a fim de que ela desenvolva o gosto pela leitura.

Quanto à escrita, a escola prioriza a língua-mãe da criança, seja o português ou o inglês, permitindo a emergência das hipóteses de escrita; tais hipóteses sinalizam as etapas que a criança percorre para construir o seu conhecimento do sistema alfabético e ortográfico da língua escrita.

A eficácia de todo esse processo de alfabetização pode ser comprovada nos excelentes resultados obtidos nos exames do PISA (Program for International Student Assessment) pelos alunos dos países que adotam a integração de ambos os procedimentos.